• LAC CANINUM

    LAC CANINUM (Lac‑c.)

    SINTOMAS QUE ALTERNAM LATERELIDADE.

    Este remé­dio home­opáti­co abor­da uma série de questões men­tais e gerais, incluin­do sen­sações de inutil­i­dade, infe­ri­or­i­dade e humil­hação, muitas vezes asso­ci­adas a exper­iên­cias pas­sadas de abu­so ou vio­lên­cia. Há um forte auto-despre­zo e uma tendên­cia a se sub­me­ter, des­cul­par-se e ten­tar agradar aos out­ros, mes­mo que isso sig­nifique suprim­ir a própria iden­ti­dade sob uma imagem de con­t­role. A pes­soa pode apre­sen­tar uma aparên­cia imac­u­la­da e falar bem de si mes­ma, mas por den­tro sente um medo con­stante de perder o con­t­role.

    Existe um medo sub­ja­cente de fal­har e uma sen­sação de ser inca­paz de cumprir o dev­er, levan­do a uma con­stante neces­si­dade de se mostrar aos out­ros para evi­tar ser neg­li­gen­ci­a­do. Mes­mo quan­do bem-suce­di­do e feliz, essa pes­soa nun­ca se sente ver­dadeira­mente no con­t­role, como se estivesse no fim da hier­ar­quia.

    Os sin­tomas men­tais incluem his­te­ria, humor alter­nante e ilusões com ser­pentes, enquan­to as car­ac­terís­ti­cas físi­cas estão asso­ci­adas a sin­tomas de gar­gan­ta e tendên­cias neu­rológ­i­cas. Medos inten­sos de cobras, des­ma­iar, mor­rer, cair e doenças imi­nentes são comuns, jun­ta­mente com esquec­i­men­to e dis­tração.

    Fisi­ca­mente, os sin­tomas apare­cem em lados alter­na­dos do cor­po, com ver­ti­gens e sen­sações de flu­tu­ação, espe­cial­mente durante o sono. Na gar­gan­ta, pode-se obser­var uma aparên­cia bril­hante e vidra­da, muitas vezes acom­pan­ha­da por uma mem­brana bran­ca semel­hante a uma péro­la. Histórias de dif­te­ria migratória e par­al­isia pós-dif­te­ria tam­bém podem estar pre­sentes.

    As modal­i­dades incluem agrava­men­to com o calor, como agasal­hos e cama, e mel­ho­ra ao tomar ban­ho ou em ambi­entes frios. Ess­es aspec­tos men­tais, gerais e físi­cos são cru­ci­ais para o diag­nós­ti­co e trata­men­to ade­qua­do com home­opa­tia.


tradutor
error: Content is protected !!