• ARNICA MONTANA

    ARNICA MONTANA (Arn.)

    Queixas após lesões a ideia cen­tral de Arni­ca, sobre­tu­do onde exis­tem hematomas. Arni­ca absorve o hematoma mes­mo após vários anos. Há que ter em atenção que Arni­ca não deve ser apli­ca­do em feri­das aber­tas que san­gram. O paciente não gos­ta de ser abor­da­do nem toca­do com medo de ser magoa­do. Pode ver-se este com­por­ta­men­to em mul­heres que não con­seguem ter relações sex­u­ais dev­i­do ao medo da pen­e­tração.

    PROBLEMAS DE FERIMENTOS

    MENTAL:

    MEDO DE QUE OS OUTROS SE APROXIMEM-SE DE SI, DE SEREM TOCADOS. Medo da morte súbi­ta. Dizem que quan­do ele está muito doente, man­da o médi­co para casa. Responde a uma per­gun­ta e de segui­da vol­ta rap­i­da­mente ao esta­do de pas­mo ou adormece quan­do responde. Medo da pen­e­tração leva ao medo do coito nas mul­heres. Medo de que as pare­des e edifí­cios altos caiam sobre si.

    FISICO:

    PROBLEMAS de FERIMENTOS (mes­mo pas­sa­dos anos). Choque dos fer­i­men­tos. Após fer­i­men­tos com INSTRUMENTOS CONTUNDENTES (não após lac­er­ação ou feri­das aber­tas). Fer­i­men­to na cabeça com hematoma. Após entors­es, lux­ações, con­cussões, obtu­ração den­tária. PELE AZULADA, EXTRAVASAMENTO DE SANGUE. DOLORIDO, sen­sação de feri­da. A dor da cabeça é de tal ordem que sente a almo­fa­da muito dura. Erupções simétri­c­as. Eruc­tações e flatos têm o cheiro a ovos estra­ga­dos. Apoplex­ia, enfarte cardía­co.

    MODALIDADES:

    AGR.: trep­i­dação, movi­men­to da parte afe­ta­da, esforço, toque.

    MELH.: ban­ho frio, deita­do, fricção.

    v@


tradutor
error: Content is protected !!