• ABELMOSCHUS.

    ABELMOSCHUS (Abel.)

    Medo de que qual­quer coisa irá acon­te­cer. Medo de estar só à noite. Medo com pal­pi­tação.

    MEDO EXTREMO DE CRIATURAS VENENOSAS TAIS COMO INSECTOS, ARANHAS, ESCORPIÕES, COBRAS, MOSCAS, ETC.

    MENTAL:
    Medo de escor­pião.

    Medo irra­cional de ani­mais.

    Medo de ani­mais: inse­tos, moscas, ara­nhas, escor­piões, ser­pentes.

    Medo de morce­gos, gafan­ho­tos, ves­pas, ver­mes.

    Medos noturnos, ansiedade em cri­ança à noite e obceca­do pela ideia que vai ser ata­ca­do por ani­mais venenosos.

    Choro em cri­anças.

    Emb­o­ta­men­to em pes­soas de idade.

    Medo de ficar só, à noite, de apoplex­ia, de mul­ti­dão, do que vai acon­te­cer, com pal­pi­tação.

    Indifer­ença aos que os rodeiam.

    Delírio com alu­ci­nações.

    Fica reviven­do coisas desagradáveis do pas­sa­do.

    Mente estre­i­ta a respeito de assun­tos reli­giosos.

    FÍSICO:

    Ane­mia. Sangue

    Disfa­gia (difi­cul­dade em engolir), gar­gan­ta, com­er

    Lin­fan­gite (infeção de um ou mais vasos lin­fáti­cos), sis­tema lin­fáti­co

    Neu­ro mielite.

    Par­al­isia

    Tremor ou par­al­isia dos lábios ou da mandíbu­la.

    Tremor, pare­sia, chegan­do a par­al­isia dos mem­bros, com ede­ma.

    Sen­sação de con­strição torá­ci­ca.

    Sali­vação exces­si­va com sen­sação de boca seca.

    v@


tradutor
error: Content is protected !!