• Adrenalin

    Adren­a­lin

    Clíni­ca — Doença de Addi­son. Nevral­gia adren­al. Pele bronzea­da. Debil­i­dade. Hematúria. Hiperémia. Pal­pi­tação. Taquicar­dia.

    Car­ac­terís­ti­cas:

    A adren­a­li­na curou numerosos casos de doença de Addi­son e deteve out­ros. As prin­ci­pais car­ac­terís­ti­cas des­ta afeção podem ser tomadas como guias para a sua uti­liza­ção: Bronzea­men­to da pele; per­da de força; defin­hamen­to; pul­so extrema­mente rápi­do. Curou um caso de hematúria acom­pan­ha­da de dores na região suprar­renal. Foi uti­liza­do local­mente em casos de hiperemia da con­jun­ti­va, dissipando‑a quase ime­di­ata­mente e tor­nan­do assim pos­síveis as oper­ações. Parece pos­suir uma ação local muito poderosa sobre os vasos san­guí­neos dilata­dos. Quan­do inje­ta­do na cir­cu­lação, a pressão san­guínea aumen­ta, sendo as artérias con­traí­das. O sis­tema mus­cu­lar ger­al é afe­ta­do, um ligeiro estí­mu­lo pro­duz uma con­tração pro­lon­ga­da.


tradutor
error: Content is protected !!