• Bungarus fasciatus — cobra

    Bun­garus fas­cia­tus — cobra

    Car­ac­terís­ti­cas gerais

    A car­ac­terís­ti­ca mais impor­tante do medica­men­to traduz-se como uma cólera que geral­mente aparece reap­i­da­mente, mas tam­bém dimin­uí rap­i­da­mente. A cólera é incon­troláv­el levan­do o paciente a bater ou esbofetear aque­les com quem está zan­ga­do.

    Fala alto e rápi­do. Curioso e loquaz. Impul­so para diz­er coisas que vão romper seus rela­ciona­men­tos com os out­ros, que são bons. Dis­cute sobre assun­tos triv­i­ais. Não pode supor­tar injustiça, espe­cial­mente para si mes­mo.

    Men­tal

    Cólera, súbi­ta e sufo­cante, por assun­tos triv­i­ais, com as menores coisas, desa­parece rap­i­da­mente. Irri­ta­do se ele não con­seguir o que quer. Agres­si­vo. Irritáv­el e abu­si­vo. Impa­ciente e rabu­gen­to. Nun­ca sat­is­feito. Percebe que ela esta­va erra­da só mais tarde. Extrema­mente irritáv­el, pode­ria bater em qual­quer um que a irri­tasse. Não con­segue con­tro­lar a mão quan­do está com rai­va, bate nas pes­soas. Melin­droso, tor­na-se coléri­co e cho­ra. Demo­ra para rea­gir, mas quan­do o faz, é abu­si­va.

    Choroso, choran­do sem razão. Facil­mente suscetív­el e cho­ra facil­mente. Humor mutáv­el. Depres­si­vo. Sente que as coisas não estão indo como que­ria. Ado­ra ouvir músi­cas tristes. Mel­ho­ra ao ouvir músi­ca. Român­ti­co. Capaz de cor­rer riscos. Impul­si­vo. Extra­or­di­nar­i­a­mente gen­eroso, menos pos­ses­si­vo.

    Sente-se expos­to. Não con­segue escon­der suas emoções. Teme ser crit­i­ca­do, pre­cisa ser per­feito. Temeroso, agra­va quan­do soz­in­ho. Quer alguém para sen­tar e con­ver­sar com ela o dia inteiro. Ansiedade sobre sua saúde. Medo de dormir pois pode acor­dar e não con­seguir se mex­er.

    Reser­va­do. Aver­são a com­pan­hia, não quer falar com ninguém. Aver­são ao ruí­do. Só quer ficar qui­eto. Preguiça. Ener­gia para faz­er as coisas, mas com preguiça de fazê-las.

    Esque­ci­do. Esquece o que acabou de diz­er. Não con­segue pen­sar com clareza. Con­cen­tração difí­cil.

    Tem per­cepção con­sciente de suas mamas e pre­ocu­pação com elas.

    Sono e Son­hos

    Neces­si­dade de pouco sono. Sonolên­cia ao lon­go do dia. Mel­ho­ra dor­min­do sobre o abdô­men. Acor­da com náusea e dor de cabeça de um son­ho com cólera.Sonhos com pes­soas poderosas que são temi­das e que não podem ser con­trari­adas. Son­ha com um maca­co grande e perigoso. Son­ha estar pre­so. Atro­pela­do por um carro.Sendo engana­do. Suas mãos estão fora de seu con­t­role. Argu­men­tos. Cólera. Embaraços. Ter ver­gonha e rir. Escon­den­do-se das pes­soas. Uma casa muito aber­ta e vul­neráv­el. Alguém belis­can­do seu peito. Expon­do seus seios enquan­to o mari­do expõe seus gen­i­tais. Expon­do seus seios e per­nas para atrair home­ns.

    Cabeça e pescoço

    Dor no pescoço esten­den­do-se ao occip­i­tal e à tes­ta. Cefaleia frontal pela man­hã. Cefaleias nas regiões tem­po­rais, fronte e pescoço, agra­va ao ruí­do, agra­va à luz solar, amel. Com­er mel­ho­ra. Pressão, mnel­ho­ra pelo silên­cio. Dor de cabeça com dor no pescoço. Calor com cefaleia. Cefaleia agra­va do lado esquer­do. Erupção peque­na, dura e seca no couro cabe­lu­do. Peso de toda a cabeça. Dor e rigidez no pescoço.

    Olhos

    Lac­rimosos de man­hã e à noite. Foto­fo­bia.

    Nar­iz

    Olfa­to dimin­uí­do.

    Boca

    Boca seca. Lábios sec­os e racha­dos. Secu­ra com sede, agg. Beber água. Afta com ardên­cia. Úlcera indo­lor na lín­gua. Úlceras nas gen­gi­vas. San­gra­men­to das gen­gi­vas na esco­v­ação. Gote­ja­men­to de sali­va durante o sono.

    Gar­gan­ta

    Irri­tação pela man­hã.

    Estô­ma­go

    Peso. Sen­sação de vazio à tarde. Ruí­dos do estô­ma­go. Vômi­tos ao acor­dar do sono às 2h da man­hã, mel­ho­ra ao vom­i­tar.

    Abdó­men

    Con­sti­pação. Con­sti­pação sem von­tade de evac­uar. Fezes duras. A primeira parte da evac­uação é dura e depois mole e pega­josa. Evac­uações ofen­si­vas. Esforço para evac­uar. Evac­uações insat­is­fatórias.

    Gen­i­tais fem­i­ni­nos.

    Dor nos ovários agra­va à noite. Dor ovar­i­ana na ovu­lação. Dor nos ovários, parte infe­ri­or das costas e parte infe­ri­or do abdô­men durante a men­stru­ação. Dor nas mamas antes da men­stru­ação. Dor na mama esquer­da.

    Extrem­i­dades

    Dor no joel­ho esquer­do. Dor na parte infe­ri­or da per­na. Dor nos joel­hos agg. ao cam­in­har. Dor nos tornoze­los ao cam­in­har. Peso. Fraque­za. Sen­sação de calor na parte supe­ri­or da coxa esquer­da. Erupções ver­mel­has.

    Gen­er­al­i­dades

    Aumen­to da resistên­cia. Energéti­co e ati­vo pela man­hã. Mel­ho­ra comen­do.

    Inca­paz de se mover ao acor­dar de um cochi­lo, seus olhos estão aber­tos e ela pode ver, mas não pode se mover ou acor­dar.

    Fome incon­troláv­el. Com fome algu­mas horas depois de com­er. Quer com­er o tem­po todo não con­segue con­tro­lar seu peso. A fome causa dor de cabeça, náusea e cólera. Sede de água fria, em goles.

    Comi­das e Bebidas

    Dese­jos: sorvete e comi­da fria; comi­da seca e fria; man­teiga; quei­jo; chá e café.


tradutor
error: Content is protected !!