• CULEX MUSCA (culx)

    As descar­gas são claras e aguadas, mas tam­bém são pega­josas.

     

    MENTAL:

    - Men­tal­mente, a irri­tabil­i­dade é extrema e leva à fúria e à rai­va que estão invari­avel­mente fora de qual­quer pro­porção com a ofen­sa cau­sa­da, o que é fre­quente­mente triv­ial.

    - Rudes, intol­er­antes, briguen­tos e cen­suradores.

    - Se alguém invadisse o seu espaço ou os ofend­esse de algu­ma for­ma, a sua reacção ime­di­a­ta era a de voltar e retal­iar.

    - A sua rudeza e agres­sivi­dade pio­ram em casa do que quan­do saíam ou andam por aí.

    - Emb­o­ra sen­ti­men­tais em relação às cri­anças, elas acham-nas irri­tantes e não são tol­er­antes com elas.

    - Dese­jam ser os mel­hores.

    - Grande atenção aos detal­h­es e esforço para faz­er as coisas bem, mas é para o recon­hec­i­men­to e não para o seu próprio bem.

    - Querem gan­har con­hec­i­men­to, não pelo seu próprio bem, mas será o mel­hor e isto será recon­heci­do.

    - Da mes­ma for­ma, ela quer usar as mel­hores roupas e as mel­hores jóias para que seja nota­da e recon­heci­da por usar o mel­hor.

    - Receios de serem ata­ca­dos por trás e par­tic­u­lar­mente de serem sex­ual­mente ata­ca­dos e vio­la­dos.

    - Inér­cia e pros­tração e uma fal­ta de von­tade de começar ou de começar algo novo.

    - Ape­sar do dese­jo de activi­dade, é preguiçoso.

    - O esgo­ta­men­to físi­co é mais car­ac­ter­is­ti­ca­mente expres­so como pesa­do, par­tic­u­lar­mente nos mem­bros e nas pálpe­bras, que mal podem ser man­ti­das aber­tas.

    - Sen­síveis mas a sen­si­bil­i­dade faz com que sejam irritáveis e rea­jam de for­ma agres­si­va.

    SENSAÇÃO/ILUSÕES:

    - A sen­sação é que se pode facil­mente estar vesti­do por baixo, mas que não existe tal coisa como estar demasi­a­do vesti­do (Isto reflec­tiu-se num dese­jo de faz­er com­pras e em gas­tar demasi­a­do din­heiro na com­pra das mel­hores coisas).

    - Sen­sação de que estão a ser aproveita­dos e não vão tol­er­ar, mas vão ripostar.

    - Sen­sação de que come­teu um crime.

    - Sen­sação de que ela iria enfrentar quem quer que a ata­casse e lidar com eles (Con­fi­ança e agres­sivi­dade).

    - O cor­po e a mente sen­tem-se sep­a­ra­dos.

    - Dese­jo de se sep­a­rar das pes­soas e estar soz­in­ho mel­ho­ra, pelo menos, a irri­tabil­i­dade.

    A dor­mên­cia é encon­tra­da tan­to emo­cional como físi­ca, par­tic­u­lar­mente na boca e na lín­gua.

    CABEÇA:

    - Pre­ocu­pação com o cabe­lo e a pre­ocu­pação de que ele pos­sa estar a cair.

    PELE:

    - Comichão, ardor e irri­tabil­i­dade.

    SONHOS:

    - Son­hos de ter cometi­do um assas­si­na­to e na real­i­dade um sen­ti­men­to de que as pes­soas a con­sid­er­avam como uma crim­i­nosa ou ladra.

    - Son­hos eram cheios de vio­lên­cia e guer­ra e tan­to nos son­hos como na real­i­dade havia um forte receio de ser ata­ca­da ou assas­si­na­da.

    ESTÔMAGO:

    - Náusea forte, par­tic­u­lar­mente depois de com­er, na hora das refeições, no cheiro dos ali­men­tos ou ao pen­sar nos ali­men­tos.

    EXTREMIDADES (DOR):

    - Calor e dores ardentes e uma sen­sação de frio ardente que acom­pan­ha o entor­pec­i­men­to.


tradutor
error: Content is protected !!