• Cygnus bewickii

    Cygnus bewickii (Cisne-pequeno)

     

    Nív­el Men­tal:

    Grande tris­teza que pode chegar a um lugar de pro­fun­do deses­pero negro.

    Sen­ti­men­to de não ser aceite no grupo, de não faz­er parte da sociedade, que os impede de seguir.

    Medo de que faz­er parte do grupo a obrigue a ser alguém que não quer ser.

    O lugar de ser forasteiro é tam­bém um lugar de poder e inte­gri­dade.

    Dev­i­do à sua posição de forasteiro, ele con­hece a ver­dade de uma for­ma que nen­huns dos que estão den­tro dela con­seguem.

    Pode lig­ar-se ao seu ver­dadeiro eu e não a um eu social­mente impos­to.

    Estão divi­di­dos entre a neces­si­dade de faz­er parte do grupo e o dese­jo de estarem com­ple­ta­mente soz­in­hos.

    Reti­ram-se do mun­do e ficam soz­in­hos para cuidar des­ta feri­da de tris­teza e solidão.

    Dese­jo de estar por con­ta própria e de se con­ter um ele­men­to de egoís­mo, de quer­er cuidar de si própria e esque­cer-se de todos os out­ros.

    Sente-se pre­so e sufo­ca­do den­tro de casa e livre e expan­si­vo no exte­ri­or.

    Sen­ti­men­to de vul­ner­a­bil­i­dade e de fome de amor, tam­bém existe um medo de intim­i­dade que os impede de for­mar uma relação próx­i­ma.

    A prin­ci­pal sen­sação em torno dos par­ceiros e da prox­im­i­dade é que ela existe e há uma gratidão expres­sa por ela.

    O amor pela natureza e pelo ar livre esta­va equiv­o­ca­do.

    Ou per­da total da libido, mas ou aumen­to com son­hos sex­u­ais, son­hos eróti­cos e um dese­jo de se mas­tur­bar.

    Son­hos car­ac­terís­ti­cos são de fes­tas onde não há comi­da sufi­ciente ou a comi­da é reti­ra­da. De casas e edifí­cios altos. De con­fli­tos, sendo por vezes o agres­sor e por vezes o con­trário. De ratos e ratazanas e de se sen­tir como um lep­roso.

    Nív­el físi­co:

    O apetite é geral­mente aumen­ta­do.

    Ali­men­tação com­pul­si­va mas há tam­bém uma sen­sação de plen­i­tude e de ter comi­do em dema­sia.

    Ou têm fome ou estão demasi­a­do cheios. Dese­jo por carne e por ali­men­tos de alta ener­gia.

    Dores de gar­gan­ta e difi­cul­dade de engolir e o que é descrito como uma sen­sação vis­cosa.

    Cãi­bra na bar­ri­ga que se move numa onda até à gar­gan­ta.

    A boca é tam­bém afec­ta­da por úlceras, feri­das e uma lín­gua incha­da.

    Dores no pescoço e ten­são que se esten­dem até aos ombros.

    Dor entre as escápu­las.

    O sono ou é demasi­a­do pesa­do com o sono tar­dio ou inqui­eto com o acor­dar cedo.

    Intesti­nos irri­ta­dos com muito inchaço e ron­co.

    Diar­reia é comum com fezes cas­tan­has-aver­mel­hadas e aqu­osas que cheiram a fru­ta ou a cebo­la.

    Seios sen­síveis e incha­dos e as men­stru­ações ten­dem a ser pre­co­ces.

    Sin­tomas de gripe:

    Febre, dores e peso.

    Modal­i­dades:

    Mel­ho­ram quan­do estão soz­in­hos.

    Agrava­men­to ger­al a par­tir da lua cheia.


tradutor
error: Content is protected !!