• Ephemera vulgata

    Ephemera vul­ga­ta (Insec­to aquáti­co cas­tan­ho)

     

    MENTAL:

    - Medo ter­rív­el e esma­gador de mor­rer.

    - Não quer faz­er nada e não há von­tade ou inspi­ração para faz­er um movi­men­to.

    - Desli­ga­do dos assun­tos da vida diária.

    - Névoa, de bru­ma e de preguiça e, aci­ma de tudo, de indifer­ença.

    - É lento e pas­si­vo.

    - Há um esta­do de paz, não porque seja pací­fi­co, mas porque não pres­ta atenção a nada que pos­sa que­brar essa paz – indifer­ença.

    - Ausên­cia de qual­quer emoção.

    - Solidão e saudade, que é expres­so como uma saudade de solidão, um dese­jo de um lugar onde a inter­acção, emoção e comu­ni­cação não são aplicáveis.

    - Dual­i­dade que se expres­sa num tema de pre­to e bran­co com uma ênfase defin­i­ti­va no pre­to.

    SENSAÇÃO/ILUSÕES:

    - Sen­sação de per­di­do e aban­don­a­do.

    - Sen­sação de que está a mor­rer e mais geral­mente uma restrição do peito e da res­pi­ração.

    - Sen­sação de estar num esta­do estag­na­do, emb­o­ra estag­na­do, em que não há sen­ti­do de tem­po ou de urgên­cia.

    - Sen­sação de endurec­i­men­to do nar­iz ou estensendo-se aos dentes, for­man­do uma rup­tura e uma sen­sação de endurec­i­men­to da parte exte­ri­or do abdó­men como um osso.

    - Sen­sações de ser um para­fu­so, de todo o cor­po torcer redon­do e par­tic­u­lar­mente dos mem­bros torcer e virar para den­tro.

    - Sen­sação de voar ou flu­tu­ar —  sen­sação de ter asas.

    - Sen­sação de estar quente quan­do as extrem­i­dades, estavam frias ao toque.

    BOCA:

    - Dor­mên­cia, formigueiro e frieza.

    - Queimação da lín­gua e da boca.

    SONO:

    - Geral­mente pro­fun­do e sem son­hos.

    SONHOS:

    - Son­hos de água e espe­cial­mente de água clara, e de peix­es e sapos, ambos predadores

    EXTREMIDADES (DOR):

    - Formigueiros, cóli­cas e espe­cial­mente dores e sen­sações de torção são impor­tantes.

    COMIDAS E BEBIDAS (GENERALIDADES):

    - Fal­ta de apetite ou um enorme apetite.

    - Dese­jo água mor­na ou dese­jo de com­er tudo, dese­jo de comi­da, espe­cial­mente carne, e pen­sar na comi­da o tem­po todo.


tradutor
error: Content is protected !!