• Iris versicolor

    Iris ver­si­col­or

    Clin­i­ca:

    Ânus, fis­sura de. Ataque bil­ioso. Con­sti­pação. Cros­ta láctea. Dia­betes (pan­creáti­co). Diar­réia. Dis­en­te­ria. Dis­menor­reia. Dis­pep­sia. Eczema. Fís­tu­la. Gas­tro­dinia, inter­mi­tente. Dor de cabeça. Impeti­go. Fíga­do, afecções de. Enx­aque­ca. Neu­ral­gia. Emis­sões notur­nas. Pân­creas, afecções de. Glân­du­las paróti­das, afecções de. Gravidez, enjôo mati­nal de. Psoríase. Reto, queiman­do. Reuma­tismo. Sali­vação. Ciáti­ca. Vômi­to. Panarí­cio. Zóster.

    Mente:

    Baixo astral; desan­i­ma­do; irri­ta­do; desan­i­ma­do. — Grande depressão com dor de cabeça. — Medo de uma doença que se aprox­i­ma. — Não con­si­go fixar a mente nos estu­dos.

    Cabeça:

    Plen­i­tude e peso da cabeça. — Cabeça e ros­to estão frios. — Dor de cabeça (têm­po­ras e olhos), com vómi­tos angus­tiantes (de um muco ado­ci­ca­do, oca­sion­al­mente com vestí­gios de bílis). — (Dor de cabeça invari­avel­mente induzi­da pela ingestão de qual­quer coisa doce.). — Sen­sação de con­strição ao redor da tes­ta (ao ten­tar tossir). — Late­ja­men­to sur­do ou tiro em lat­er­al dire­i­ta da tes­ta, com náusea; ag. ao anoite­cer; do ar frio ou tosse; ame­lo. de movi­men­to mod­er­a­do. — Dor de cabeça frontal inten­sa e incô­mo­da, com náusea, olhos emb­o­ta­dos e dor aci­ma da crista esquer­da super­cil­iar. — Durante dor de cabeça, náusea e sali­vação abun­dante. — Dores de cabeça recor­rentes com prisão de ven­tre. — Dor na tes­ta e no vér­tice, como se o topo da cabeça fos­se se soltar. — Tiro nas têm­po­ras, prin­ci­pal­mente à dire­i­ta, com sen­sação de con­strição no couro cabe­lu­do. — Pon­tos na parte infe­ri­or (lado dire­ito) do cere­be­lo. — Erupção pus­tu­losa no couro cabe­lu­do.

    Olhos:

    Ver­mel­hidão da con­jun­ti­va. — Queimação no can­to inter­no (r.) com lacrime­ja­men­to. — Infla­mação das pálpe­bras, aparente­mente por causa do frio. — Olhos fun­dos. Dores vio­len­tas em ambas as regiões supra­or­bitais, mas ape­nas em uma de cada vez.

    Nar­iz:

    Espir­ros con­stantes.

    Face:

    Acor­da com nevral­gia, lado dire­ito do ros­to, pon­tadas em dois dentes cari­a­dos. — Neu­ral­gia, envol­ven­do ner­vos supra e infra-orbitais, max­i­lares supe­ri­ores e infe­ri­ores; começa depois do café da man­hã, todas as man­hãs, com uma dor de cabeça estúp­i­da e ator­doante, e dura várias horas. — Erupções pus­tu­losas na face, ao redor do nar­iz, lábios e boche­chas, sec­re­tan­do uma matéria san­iosa e irri­tante.

    Dentes:

    Dor de dente na sala quente.

    Boca:

    A comi­da tem gos­to achata­do ou áci­do. — Sabor ini­cial­mente ado­ci­ca­do ou insípi­do; pos­te­ri­or­mente queima vio­len­ta. — Boca seca pela man­hã, na cama. — Boca seca e úmi­da. — Sen­sação de boca e estô­ma­go em chamas; quase impos­sív­el res­pi­rar, é tão acre. — Boca e lín­gua pare­cem ter sido escal­dadas. — Fluxo pro­fu­so de sali­va; cor­da­do, cai ao falar. — Dor crua em l. lado da lín­gua. — A lín­gua e as gen­gi­vas pare­cem estar cober­tas por uma sub­stân­cia gor­durosa pela man­hã, ao acor­dar. — Lábios sec­os e racha­dos.

    Gar­gan­ta:

    Dor de gar­gan­ta, com con­strição da faringe e difi­cul­dade de deg­lu­tição. — Dores nas amíg­dalas atingin­do os ouvi­dos. — Às vezes, sen­sação de queimação, com sen­sação de alarga­men­to como uma cav­er­na em chamas, enquan­to a gar­gan­ta está seca, inje­ta­da e de cor ver­mel­ha bril­hante. — Uma irri­tabil­i­dade pecu­liar na gar­gan­ta, às vezes acom­pan­ha­da de tosse. — Espas­mos da faringe ao engolir ali­men­tos. — Queiman­do da boca ao estô­ma­go, amel. inspi­ran­do ar fres­co, agg. exposição. — Sen­sação como se uma crina de cav­a­lo estivesse esti­ca­da firme­mente no pala­to esquer­do, com queimação e ardor. — Mel de água fria. queiman­do ape­nas por pouco tem­po.

    Apetite:

    Per­da de apetite. – Gos­to amar­go e pútri­do. — Náuse­as e eruc­tações vazias.

    Estô­ma­go:

    Eruc­tações de gás insípi­do; fre­quente­mente vazio. — Náuse­as e vômi­tos de sub­stân­cia aqu­osa e muito áci­da. — Con­teú­do do estô­ma­go “vira vina­gre”. — Vômi­to: de comi­da; aze­do; bil­ioso; de água ado­ci­ca­da; de leite aze­do em cri­anças. — Dor de estô­ma­go antes do café da man­hã e ao beber água. — Grande sen­sação de queimação no epigástrio; a boca e o estô­ma­go estão pegan­do fogo. — Câncer de piloro com vômi­to aze­do e grande pros­tração (Coop­er).

    Abdó­men:

    Dor na região do fíga­do; ag. do movi­men­to. – Queimadu­ra ter­rív­el, pro­fun­da na região do pân­creas, não amel. por água fria. — Amel cóli­ca. incli­nan­do-se para frente; ame­lo. por descar­ga de flat­ulên­cia. — Dor cor­tante na parte infe­ri­or do abdô­men. — Flat­ulên­cia féti­da. — Dores agu­das nos intesti­nos. — Dor no abdô­men, amel. por descar­ga de flatos.

    Fezes e anús:

    Diar­réia, com cóli­cas e ron­cos nos intesti­nos. — Fezes: finas e aqu­osas; amare­lo suave, com estron­do, mas sem dor; mole, indo­lor; sangue e muco com esforço. — Fezes aqu­osas fre­quentes com ardor no ânus; dis­posição para se esforçar e pres­sion­ar. — [Dis­en­te­ria com depressão coléri­ca. — Descar­gas bil­iosas escuras, baixo esta­do febril e mui­ta ema­grec­i­men­to. — Diar­réia crôni­ca com dor na parte infe­ri­or do abdô­men, segui­da de queimação no reto (A. E. Smith)]. — Grande queimação no ânus, como se estivesse pegan­do fogo, após evac­uar. — Ânus dolori­do pela man­hã, como se hou­vesse pon­tas gru­dadas nele. — Angús­tia no ânus como se estivesse pro­lap­so. — Prisão de ven­tre: segui­da de diar­reia fina e aqu­osa; com cóli­ca flat­u­len­ta; com enx­aque­ca; com men­stru­ação irreg­u­lar; com hemor­rói­das.

    Órgão urinários:

    Dor no rim dire­ito. — Corte e pic­a­da na ure­tra ao uri­nar com frio e coceira nos órgãos gen­i­tais. — (Uri­na de alta gravi­dade especí­fi­ca con­tendo açú­car.). — Uri­na elim­i­na­da em grandes quan­ti­dades. — Uri­na de odor desagradáv­el. — Uri­na espes­sa, de odor forte, de cor pro­fun­da. — A uri­na pas­sa sem força.

    Órgãos sex­u­ais mas­culi­nos:

    Frieza e coceira nos órgãos gen­i­tais. — Emis­são com son­hos amorosos. — Infla­mação da glande, que fica muito incha­da e ver­mel­ha.

    Órgão sex­u­ais fem­i­ni­nos:

    Neu­ral­gia e reuma­tismo do útero. — Men­stru­ação reg­u­lar, mas exces­si­va. – Leu­cor­réia. — Enjôo mati­nal da gravidez, vômi­to aze­do ou amar­go; náusea pro­lon­ga­da; sali­va abun­dante e pega­josa: sen­si­bil­i­dade no estô­ma­go. — Infla­mação e dor no útero, muito sen­sív­el ao toque; dor no umbi­go, aper­tos em inter­va­l­os, náuse­as e vômi­tos de bile verde ou amarela, eruc­tações de muitos flatos entre os vômi­tos; diar­reia bil­iosa amarela. (Abor­to espon­tâ­neo.)

    Peito:

    Reuma­tismo nos mús­cu­los do peito jun­to com indi­gestão áci­da (Coop­er).

    Mem­bros supe­ri­ores:

    Dor reumáti­ca agu­da no ombro dire­ito; ag. do movi­men­to, esp. ao lev­an­tar o braço. — Fortes dores agu­das nas artic­u­lações falangeanas e metacar­po­falâng­i­cas. — Dor nos dedos ao escr­ev­er. — (Abor­tará).

    Mem­bros infe­ri­ores:

    Ciáti­ca; desen­ho doloroso e clau­di­cação, como se o quadril esquer­do tivesse sido tor­ci­do, esten­den­do-se ao espaço poplí­teo. — Dores repenti­nas no ner­vo ciáti­co esquer­do, cau­san­do clau­di­cação agg. em movi­men­to. — Movi­men­to mod­er­a­do ag. exces­si­va­mente, o movi­men­to vio­len­to não afe­ta. — Cox­al­gia no quadril esquer­do.

    Gen­er­al­i­dades:

    Grande debil­i­dade. — Debil­i­dade ner­vosa, mais cansaço pela man­hã do que à noite, cabeça e olhos pesa­dos, frio, estô­ma­go aze­do de plen­i­tude, dores por todo o cor­po e sen­sação reumáti­ca, agg. ao acor­dar, não con­segue con­tin­uar tra­bal­han­do, fezes verde-amar­ronzadas escuras (cura­do com Ø, homem, 55 anos. — Coop­er). — Pre­dom­i­nam os sin­tomas gástri­cos (com cefaleia).

    Pele:

    Erupções pus­tu­losas (impeti­go), esp. no couro cabe­lu­do e no ros­to. — Tinea capi­tis. — Her­pes zoster (cer­to). — Psoríase; eczema, com dis­túr­bios gástri­cos. — Impeti­go fig­u­ra­do. – Por­ri­go.

    Sono:

    Grande insô­nia. — Acor­da durante o sono. — Son­hos amorosos com emis­sões sem­i­nais.

    Febre:

    Pul­so acel­er­a­do. — calafrio durante toda a noite. — Calor em todo o cor­po, segui­do de frio, com mãos e pés frios. — Tran­spi­ração por todo o cor­po, mas prin­ci­pal­mente na hipocon­dria (e na vir­il­ha). — (Febre bil­iosa e tifóide.) O suor tem cheiro de vina­gre (Coop­er.)


tradutor
error: Content is protected !!