• LAC DEFLORATUM

    LAC DEFLORATUM  (leite desnata­do)

    Obesi­dade e nutrição per­tur­ba­da. Ane­mia.

     

    Na avali­ação men­tal de um paciente é cru­cial para pre­scrição do trata­men­to mais ade­qua­do. Alguns dos aspec­tos men­tais con­sid­er­a­dos incluem a neces­si­dade de per­tencer à comu­nidade, acom­pan­ha­da do medo de ser rejeita­do por ela. Há tam­bém uma neces­si­dade de ser con­sid­er­a­do atraente, sendo esta uma pre­ocu­pação sig­ni­fica­ti­va. Além dis­so, é comum obser­var um tremen­do sen­ti­men­to de injustiça, acom­pan­hado da neces­si­dade de supor­tar grande sofri­men­to.

    Out­ros pon­tos rel­e­vantes incluem os cuida­dos pela e para a mãe, assim como uma sen­sação de suji­dade que pode ser pre­sente. Não rara­mente, os pacientes podem apre­sen­tar quadros de depressão, com dis­posição sui­ci­da e até med­i­tação sobre maneiras de tirar a própria vida, espe­cial­mente em situ­ações de crise. O medo de ser espan­ca­do é out­ra car­ac­terís­ti­ca que pode ser obser­va­da.

    No cam­po das sen­sações e ilusões, é comum encon­trar pacientes com a sen­sação de aban­dono e sep­a­ração da mãe. Os son­hos fre­quente­mente envolvem temas de perseguição e espan­ca­men­to, refletindo o esta­do emo­cional do indi­ví­duo.

    No que diz respeito ao sis­tema fem­i­ni­no, afecções da mama, incluin­do má lac­tação, são obser­vadas, assim como dor no peito antes da men­stru­ação.

    As dores de cabeça tam­bém são uma queixa comum, com car­ac­terís­ti­cas especí­fi­cas, como dor pal­pi­tante nas têm­po­ras enquan­to o resto da cabeça per­manece leve.

    Em relação a comi­das e bebidas, pode haver um forte dese­jo ou intol­erân­cia ao leite, enquan­to a sede inten­sa é uma queixa recor­rente.

    As modal­i­dades de pio­ra incluem o con­sumo de leite, a per­da de sono, a exposição ao frio e durante a gravidez. Por out­ro lado, os pacientes podem exper­i­men­tar mel­ho­ra com pressão da lig­adu­ra, con­ver­sa e des­can­so.


tradutor
error: Content is protected !!