• *Lacticum acidum

    *Lacticum acidum

     

    Clin­i­ca:

    Ossos, inchaço. Dia­betes. Suor dos pés. Indi­gestão. Gravidez, doença da gravidez. Reuma­tismo. Dor de cabeça. Gar­gan­ta, aper­ta­da, dori­da. Vómi­tos.

    Car­ac­terís­ti­cas:

    O áci­do láti­co “foi descober­to por Scheele no leite aze­do, resul­ta­do da fer­men­tação espon­tânea do açú­car do leite, sob a influên­cia da caseí­na. Encon­tra-se tam­bém em muitos pro­du­tos veg­e­tais que azedaram” (Her­ing). Reisig introduziu‑a na home­opa­tia. Foi com­pro­va­do tan­to nas aten­u­ações mais baixas como nas mais altas, mas foram feitas muitas obser­vações valiosas em pacientes que tomam dos­es sub­stan­ci­ais para a dia­betes (C. D. P.). Nestes casos, os sin­tomas da febre reumáti­ca foram dire­ta­mente atribuí­dos ao áci­do. Dor, inchaço, rigidez e sen­si­bil­i­dade das artic­u­lações agravadas pelo movi­men­to (como com Bry, que antí­do­to Lact. ac.), e dores de voo nos mem­bros. Um provador tin­ha dor ao lon­go do ner­vo ciáti­co dire­ito.

    Pro­duzi­ram-se os efeitos bem con­heci­dos do leite que aze­dou no estô­ma­go e não foi digeri­do — náuse­as, vómi­tos, ardor e sen­sação de peso; e todos eles se rev­e­laram indi­cações úteis no uso homopáti­co do medica­men­to. A dia­betes é a afeção para a qual tem sido mais admin­istra­da na práti­ca da esco­la anti­ga; mas tam­bém provou ser de grande poder nes­ta afeção nas aten­u­ações homopáti­cas. Nash con­sid­era a con­comitân­cia de dores reumáti­cas como o prin­ci­pal sin­toma ori­en­ta­dor neste caso. (Em Med. Adv., XXI. 508, ele reg­ista um caso de dia­betes, com febre reumáti­ca a sobre­vir, cura­do com Lact. ac. 200). Mas a náusea não é menos um guia: Náusea con­stante; náusea ao acor­dar antes de se lev­an­tar; amel. ao com­er. Isto pode ocor­rer na dia­betes; ou pode ocor­rer na gravidez. É tam­bém uma indi­cação quan­do ocorre no reuma­tismo. Há amel. por eruc­tações; e agg. por fumar. O fumo agra­va as eruc­tações. O suor abun­dante dos pés é uma caraterís­ti­ca da Lact. ac., mas não é ofen­si­vo. É ade­qua­do para mul­heres anémi­cas e pál­i­das. Grandes dos­es não são com­patíveis com a con­sti­tu­ição melancóli­ca e coléri­ca, cabe­los e olhos escuros.

    Mente:

    Grande desân­i­mo. — Preguiçoso. — Sar­cás­ti­co. — Memória per­di­da.

    Cabeça:

    Ver­tigem: ao virar a cabeça de repente; com calor, ao lev­an­tar-se; ao incli­nar-se; à noite. — Con­gestão da cabeça; indo­lor, com forte pul­sação dos vasos do pescoço; — Dor de cabeça, com sen­sação de plen­i­tude no vér­tice. — Dor sur­da na tes­ta, logo aci­ma dos olhos, e esten­den­do-se para den­tro dos olhos. — Dor na cabeça e nas costas durante toda a noite. — Dor no occip­i­tal, alter­nan­do entre este e a tes­ta.

    Olhos:

    Sen­sação de plen­i­tude nos olhos, com dor de cabeça. — Os olhos pare­cem que vão reben­tar. — Foto­fo­bia. — Pro­trusão acen­tu­a­da dos olhos; pupi­las dilatadas; sen­sação de cansaço nos olhos. — Hiper­este­sia da reti­na, dor con­stante no globo ocu­lar e atrás dele.

    Ouvi­dos:

    Per­tur­ba­do e inco­moda­do pelo ruí­do. — Rugi­do no ouvi­do esquer­do ao lev­an­tar-se à tarde; can­to, estal­i­do no ouvi­do esquer­do. — Dor das glân­du­las paróti­das para o ouvi­do; sen­sação de rigidez nas glân­du­las paróti­das.

    Nar­iz:

    Grande sen­si­bil­i­dade do olfa­to — Hemor­ra­gia nasal todas as man­hãs. — Coriza grave, nar­iz entupi­do, espir­ros, muco espes­so da cabeça à gar­gan­ta, amare­lo; sabor doce mor­to.

    Face:

    Ros­to cora­do ou con­ges­tion­a­do dev­i­do a dor de cabeça.

    Boca:

    Lín­gua cober­ta de bran­co espes­so. — Reves­ti­men­to amare­lo na lín­gua, com mau gos­to pela man­hã. — Boca e fauces muito secas e quentes. — Boca e fauces muito secas e quentes. — Mui­ta sali­va na boca, com um sabor sal­ga­do. — Sali­vação abun­dante (gravidez). — Mau gos­to na boca: acre, com náuse­as; aze­do; aco­brea­do.

    Gar­gan­ta:

    Sen­sação de um tam­pão na gar­gan­ta; — Plen­i­tude na gar­gan­ta que o obri­ga a engolir muco espumoso; o caroço ou a plen­i­tude parece uma peque­na bola de fol­ha­do; não > ao engolir. — Ardor inten­so na gar­gan­ta, nas fauces e no esófa­go agra­va-se com a eruc­tação. — Sen­sação de con­strição no fun­do da gar­gan­ta; áspera e seca. — Fauces quentes, secas e inchadas. — Difi­cul­dade para engolir sóli­dos; menos para engolir líqui­dos. — Vómi­to exces­si­vo com ou sem náuse­as.

    Estô­ma­go:

    Apetite dimin­uí­do. — Apetite voraz e grande sede. — Eruc­tações de flu­i­do quente e acre, que arde do estô­ma­go até à gar­gan­ta — A comi­da aze­da. — Eruc­tações de gás quente e ardente do estô­ma­go, cau­san­do uma secreção pro­fusa de muco tenaz, que deve ser con­stan­te­mente expeli­do; agra­va ao fumar taba­co. — Queimação e peso no estô­ma­go — Náusea con­stante; per­sistin­do por dias. — Náusea ao lev­an­tar-se pela man­hã. — Náusea após o pequeno-almoço; não grave, mas muito per­sis­tente. — Náuse­as com erupções de água ou vómi­tos. — Sen­sação como se toda a comi­da estivesse alo­ja­da sob a extrem­i­dade supe­ri­or do ester­no, o que a oprime e angus­tia durante horas.

    Fezes e anús:

    Aching pain in anus. — Soft, mushy stool; diar­rhœa. — Green­ish yel­low stools with tenes­mus. — Very cos­tive, stool once a week, hard, black.

    Órgãos urinários:

    Fre­quent pain in kid­neys. — Fre­quent desire to uri­nate large quan­ti­ties. — Uri­nates fre­quent­ly day and night; the attempt to retain it caus­es pain.

    Órgãos sex­u­ais mas­culi­nos:

    Erecções incó­modas de man­hã, mas os lom­bos doem demasi­a­do para ten­tar a coito. — Emis­sões sem­i­nais três noites seguidas.

    Órgãos sex­u­ais fem­i­ni­nos:

    Dor dolorosa na região do ovário dire­ito, agrava­da por mar­cha ráp­i­da ou exer­cí­cio. — Men­stru­ação: escas­sa; com dezas­sete dias de atra­so; dois dias mais cedo; mais abun­dante do que o habit­u­al; dor na parte infe­ri­or das costas e na parte infe­ri­or do abdó­men; comichão na vul­va durante o fluxo. — Leu­cor­reia; man­cha a roupa de cama de amare­lo; quan­do con­tro­la­da, segue-se catar­ro nasal. — Peso e arras­ta­men­to para baixo como se o útero estivesse em baixo. — Dor como se estivesse a men­stru­ar; sen­ta­do com os pés ele­va­dos mel­ho­ra a dor ute­ri­na. — Durante a gravidez: enjoos mati­nais; sali­vação; náuse­as e vómi­tos; mel­ho­ra da lacrimação ao pequeno-almoço.

    Órgãos res­pi­ratórios:

    Secu­ra e aspereza, que se esten­dem à laringe. — Rouquidão. — Afo­nia. — Depois de se lev­an­tar, a voz esta­va total­mente descon­tro­la­da, sus­sur­ran­do e chi­an­do quan­do esper­a­va falar em voz alta. — Tosse espas­módi­ca e sibi­lante, cau­sa­da por irri­tação na gar­gan­ta — Tosse rou­ca, dura e seca, com secu­ra da glote. — Tosse rou­ca, dura e seca, com secu­ra da glote. — Dor cor­tante ou pen­e­trante no terço supe­ri­or do lado dire­ito.

    Pescoço e costas

    Dor na parte infe­ri­or das costas, que se pro­lon­ga até aos ombros. — Dor na parte infe­ri­or das costas; agra­va ao cam­in­har.

    Mem­bros:

    Dores fortes e agu­das nas artic­u­lações. — Dores agu­das nas artic­u­lações; dores em voo nos mem­bros. — Artic­u­lações inchadas, não sen­síveis, rígi­das. — Todas as dores agra­va-se com o movi­men­to.

    Mem­bros supe­ri­ores:

    Dor reumáti­ca nos ombros. — Inchaço reumáti­co com ver­mel­hidão e dor nos pul­sos e cotove­los, pul­sos e peque­nas artic­u­lações das mãos.

    Mem­bros infe­ri­ores:

    Dor ao toque ao lon­go do ner­vo ciáti­co dire­ito, ao sair da cama, que dura todo o dia e pul­sa con­stan­te­mente, mas ligeira­mente. — Dor agu­da no joel­ho dire­ito com rigidez. — Dor e rigidez nos joel­hos e out­ras artic­u­lações. — Dor reumáti­ca nas artic­u­lações dos joel­hos.

    Gen­er­al­i­dades:

    Fraque­za como se fos­se dev­i­do ao exer­cí­cio, com dores reumáti­cas nos ossos. — Debil­i­dade, cansaço dos mem­bros. — Aver­são ao exer­cí­cio.

    Pele.

    Pele áspera e seca, sem suor. — Man­chas ou pon­tos ver­mel­hos em várias partes do cor­po, espe­cial­mente nas coxas e nos mem­bros infe­ri­ores. — Comichão e ardor, agrava­dos pelo frio.

    Sono:

    Inqui­eto durante toda a noite. — Não dorme bem.

    Febre:

    Frio e frio por vezes. — Flash­es de calor — Frio, prin­ci­pal­mente nos mem­bros. — Tran­spi­ração abun­dante. — Tran­spi­ração invul­gar dos pés.


tradutor
error: Content is protected !!