• Limulus cyclops

    Limu­lus cyclops — Carangue­jo Límu­lo; Límu­lo

    Clin­i­ca:

    Apoplex­ia. Cólera. Cólera. Diar­reia. Febre. Hæm­or­rhoids. Ban­hos de mar, efeitos de. Pele, afeção de.

    Car­ac­terís­ti­cas:

    O Limu­lus foi prova­do nas trit­u­rações infe­ri­ores por Her­ing, Lippe e out­ros. Entre os sin­tomas reg­is­ta­dos, o mais notáv­el foi um fluxo de sangue para a face, com calor na face e em todo o cor­po, recor­dan­do um sin­toma semel­hante de Ast. r. (Aster), out­ro ani­mal mar­in­ho. O remé­dio não parece ter sido muito usa­do, e Her­ing omitiu‑o dos seus Guid­ing Symp­toms. Os úni­cos sin­tomas em itáli­co em Allen são estes: “Fre­quente afluxo de sangue à face, e plen­i­tude dolorosa de toda a metade dire­i­ta do cor­po, espe­cial­mente aqui e ali, e nas extrem­i­dades infe­ri­ores” (um sin­toma de Her­ing da primeira trit­u­ração cen­tes­i­mal); e “calor, ardor e con­strição no abdó­men” (Blu­men­thal, um grão da 1ª trit­u­ração). Ver­i­ficaram-se muitos dis­túr­bios gas­troin­testi­nais e, num dos provadores, um esta­do de cólera. Dor de cabeça cau­sa­da por esforço nas fezes. O rubor da face foi agrava­do à tarde. Havia disp­neia agu­da ao beber. Coryza agg. beben­do água fria. Calor no ros­to alter­na­do com con­fusão na cabeça.

    Mente:

    Mente muito indifer­ente com con­stante con­fusão men­tal. — A grande relutân­cia em lavar-se e a inca­paci­dade de faz­er mui­ta coisa, que tin­ha exper­i­men­ta­do des­de o ban­ho de mar, desa­pare­ce­r­am com­ple­ta­mente durante o dia e der­am lugar a uma tran­quil­i­dade men­tal, firmeza, com con­stân­cia e per­se­ver­ança na exe­cução de tare­fas muito penosas. — (É muito difí­cil recor­dar os nomes).

    Cabeça:

    Con­fusão de toda a cabeça acom­pan­ha­da de emb­o­ta­men­to e calor do ros­to; jun­ta­mente com uma sen­sação de emb­o­ta­men­to em todo o cor­po, espe­cial­mente no abdó­men, onde aumen­ta para uma espé­cie de ardor à noite. — Fezes seguidas de dor de cabeça. — Pressão na cabeça, mel­ho­ra depois de escor­rer do nar­iz; — Sen­sação de calor do lado dire­ito da tes­ta. — Pressão no lado dire­ito da cabeça, pro­fun­da inter­na­mente, esten­den­do-se para trás e para a frente várias vezes durante o dia.

    Olhos:

    Sen­sação de calor aci­ma dos olhos. — Pressão sobre os olhos no fun­do dos ossos. — Dores vio­len­tas que se deslo­cam para trás e para a frente atrás do globo ocu­lar esquer­do. — Lacrimação; do olho dire­ito.

    Ouvi­dos:

    Sen­sação de par­agem; bor­bul­har pro­fun­da­mente no ouvi­do médio; à noite.

    Nar­iz:

    Espir­ros e coriza flu­ente durante todo o dia. — Cor­ri­men­to nasal ren­o­va­do após um copo de água fria; sen­sação de calor na face e em todo o cor­po como na febre; após algum tem­po, formigueiro como na tran­spi­ração, ape­nas com a pele húmi­da. — O rapé tem um efeito maior do que o habit­u­al à noite.

    Face:

    Lin­has no ros­to como numa pes­soa mori­bun­da (numa espé­cie de cólera). — Cor­ri­da de sangue para o ros­to. — Dor agu­da no max­i­lar supe­ri­or do lado esquer­do, à noite.

    Boca:

    Dor roe­do­ra fre­quente nos últi­mos dentes supe­ri­ores pos­te­ri­ores, ora à dire­i­ta, ora à esquer­da — Boca vis­cosa, com peque­nas fezes pas­tosas e insu­fi­cientes, de man­hã. — Sabor: metáli­co, da dro­ga, e sen­sação ger­al como se ele tivesse toma­do remé­dio; ado­ci­ca­do, vin­do de ambos os lados como se fos­se dos dentes; ter­roso, esten­den­do-se para trás no pala­to.

    Estô­ma­go:

    Pressão na boca do estô­ma­go e calor inten­so no ros­to. — Náuse­as com suor ger­al. — Náusea mor­tal; ficou bran­co e frio como már­more; vómi­tos e diar­reia con­stantes; lin­has do ros­to como numa pes­soa mori­bun­da.

    Abdomen

    Emis­são pro­fusa de flat­ulên­cia rui­dosa (muito ofen­si­va). — Dor aqui e ali em todos os locais do abdó­men. — Calor e sen­sação de dor no abdó­men. — Calor, ardor e con­strição no abdó­men. — Dor tipo cãi­bra. — Sen­sação como se ele tivesse um áci­do dis­sol­vente nos intesti­nos, e todas as dores pare­ci­am ser cau­sadas por ele; como se uma gan­grena no estô­ma­go, e depois queiman­do nos intesti­nos.

    Fezes e anús:

    Um inchaço doloroso, grosso como um dedo, e nódu­los muito duros, como ervil­has, do lado esquer­do do ânus; foi obri­ga­do a deitar-se com os mem­bros afas­ta­dos. — Piles à esquer­da do ânus, após fezes duras, nodu­lares e gru­mosas, evac­uadas com pressão, agra­va ao andar de car­ru­agem, muito dolorosas à noite ao sair. — Ardor e con­strição no ânus. — Um arrefec­i­men­to-queimadu­ra em pequenos pon­tos no ânus. — Duas fezes tipo diar­reia, cinzen­to-esverdeadas, sem dor (primeira man­hã). — Fezes muito líquidas no final. — Dese­jo de defe­car depois do jan­tar; ape­nas gas­es, e depois de mui­ta pressão alguns gru­mos; dor de cabeça cau­sa­da pelo esforço. — Prisão de ven­tre; ele sente as fezes nos intesti­nos muito antes da evac­uação, como se fos­se inca­paz de evac­uá-las. — Fezes duras.

    Órgãos sex­u­ais mas­culi­nos:

    Queimadu­ra no lado esquer­do do escro­to. — Aumen­to do dese­jo e da potên­cia sex­u­al; mas emis­são de sémen mais difí­cil. — Emis­são insu­fi­ciente durante o coito.

    Órgãos res­pi­ratórios:

    Voz rou­ca; tem de estar sem­pre a asso­biar, emb­o­ra a voz per­maneça fra­ca e rou­ca, com res­pi­ração difí­cil, à noite. — Tosse durante o sono da tarde, acordando‑o repeti­da­mente. — Tosse vio­len­ta súbi­ta. — Prob­le­mas res­pi­ratórios depois de beber água, à tarde e repeti­da­mente depois. — Disp­néia após beber água. — Difi­cul­dade pecu­liar de res­pi­rar na parte infe­ri­or do tórax, como se hou­vesse um imped­i­men­to abaixo do diafrag­ma, não con­seguin­do res­pi­rar fun­do mes­mo quan­do esten­di­do, como se estivesse demasi­a­do cheio, à tarde, agra­va à noite.

    Peito:

    Opressão do peito, fraque­za e boce­jos. — Inchaço sufo­cante no meio do peito atrás do ester­no, tiran­do o fôlego e, quan­do vio­len­to, tor­nan­do-se doloroso, como se fos­se o bater de ondas na aor­ta. — Dores vio­len­tas abaixo do ester­no, como um corte tran­sitório de cima para baixo, e da dire­i­ta para a esquer­da, agra­va ao esticar o braço dire­ito; de man­hã; depois ao meio-dia; depois às 2 da tarde.

    Costas:

    Dor nas costas; na parte infe­ri­or das costas e nos lom­bos, sen­sação de con­tusão ao dobrar as costas.

    Mem­bros:

    Fraque­za nos mem­bros. — Sen­sação de cãi­bras nos mem­bros.

    Mem­bros supe­ri­ores:

    Dor vio­len­ta no metacar­po esquer­do; depois arrepios e frio com dor de cabeça aci­ma dos olhos; nova­mente nas mãos.

    Mem­bros infe­ri­ores:

    Sen­sação dolorosa de plen­i­tude nos mem­bros infe­ri­ores. — Dor na artic­u­lação da anca dire­i­ta, pos­te­ri­or­mente, como se estivesse deslo­ca­da, agrava­da por cer­tos movi­men­tos. — Dor vio­len­ta e con­tun­dente em ambas as artic­u­lações da anca, agra­va à esquer­da — O cal­can­har dire­ito sente-se entor­peci­do quan­do se está de pé sobre ele. — Dor notavel­mente dolorosa em ambos os cal­can­hares, ao andar e pis­ar.

    Gen­er­al­i­dades:

    Relax­am­en­to da mente e do cor­po. — Grande fraque­za súbi­ta. — Calor do dia ao meio-dia intol­eráv­el. — Incli­nação para se esticar. — Sen­sação pecu­liar como se estivesse enve­ne­na­do. — Cor­rente fre­quente de sangue para o ros­to e plen­i­tude dolorosa de toda a metade dire­i­ta do cor­po, espe­cial­mente aqui e ali e nos mem­bros infe­ri­ores.

    Pele:

    Pon­tos de comichão ardente aqui e ali ime­di­ata­mente. — Pequenos pon­tos de comichão ardente no ros­to. — Peque­nas man­chas acas­tan­hadas nas costas de ambas as mãos, como se fos­sem for­mar ver­ru­gas. — Comichão e erupções como peque­nas feri­das no ombro esquer­do e na cavi­dade de ambos os joel­hos, que duram mais de uma sem­ana, agra­va o lado dire­ito. — Erupções nas mãos, peque­nas vesícu­las com comichão, espe­cial­mente nas costas dos dedos.

    Sono:

    Muitos boce­jos com fraque­za à noite. — Sono e sonolên­cia durante todo o dia. — Sono noturno mau.

    Febre:

    Frio e bran­co como már­more, na cólera. — Sen­sação de calor no ros­to e em todo o cor­po. — A reflexão provo­ca calor no ros­to à noite. — Ardor nas pal­mas das mãos. — Suor ger­al com náuse­as.


tradutor
error: Content is protected !!