• LOXOSCELES RECLUSA

    LOXOSCELES RECLUSA

     

    MENTAL:

    - Sen­ti­men­to poderoso de iso­la­men­to e um sen­ti­men­to de que são vel­has, feias e inad­e­quadas para a sociedade.

    - Autocríti­cas e cen­suram-se pelos seus defeitos.

    - Obser­vado­ras, não par­tic­i­pam em nada e estão iso­ladas de todos.

    - Quan­do estão em com­pan­hia, sen­tem-se soz­in­has.

    - Den­tro de si mes­mas não podem faz­er lig­ações ade­quadas e sen­tir que a mente e o cor­po ou cor­po e espíri­to estão sep­a­ra­dos e desconec­ta­dos.

    - São inso­ciáveis e querem escon­der-se debaixo do edredão e não esta­b­ele­cer con­tac­to com ninguém.

    - Anseiam por ser invisíveis.

    - São egocên­tri­c­as, pre­con­ceitu­osas e muito críti­cas em relação aos out­ros.

    - Têm praz­er em serem cáus­ti­cas e cruéis e sen­tem-se mal-edu­cadas e sin­ceras.

    - Ficam zan­gadas quan­do crit­i­cadas e querem agredir de vol­ta e ati­rar coisas, mas não se sen­tem capazes de o faz­er.

    - Estão abor­reci­das com tudo e não se podem diver­tir com nada do que fazem.

    - Pen­sam ape­nas na morte, na doença e no peca­do.

    - Dese­jo de fugir da sua situ­ação.

    - Deses­per­adas e sui­ci­das, alter­nam com um esta­do de ale­gria (talvez porque o seu veneno não afec­ta os ner­vos da for­ma como as out­ras ara­nhas afrc­tam, haja muito menos agi­tação e ener­gia ner­vosa).

    - Têm um lado ter­no, com­pas­si­vo e sen­ti­men­tal, mas que não encon­tra qual­quer for­ma de o expres­sar.

    - Têm muitos pen­sa­men­tos sex­u­ais, sen­tem-se exci­tadas, a vagi­na sente-se estim­u­la­da, mas não têm qual­quer for­ma de esta­b­ele­cer con­tac­to (expri­m­in­do-se assim sex­ual­mente).

    SENSAÇÕES/ILUSÕES:

    - Sen­tem-se con­den­sadas e con­traí­das, como se ela estivesse dobra­da em si mes­ma.

    SONO:

    - Difi­cul­dade em adorme­cer, mas não é da inqui­etação.

    COMIDAS E BEBIDAS (GENERALIDADES):

    - Não têm praz­er na comi­da e por isso per­dem o apetite.

    PELE:

    - Não supor­tam o toque de água na pele que irri­ta e provo­ca fis­sur­as como pequenos cortes.

    CORAÇÃO:

    - O seu metab­o­lis­mo é acel­er­a­do com o coração acel­er­a­do, mas sen­tem-se demasi­a­do vel­has para o supor­tar com pal­pi­tações e difi­cul­dade em con­seguir ar sufi­ciente para os seus pul­mões.

    ESTÔMAGO:

    - Sin­tomas gas­troin­testi­nais dis­ten­são que mel­ho­ra com erucções, náuse­as ao acor­dar e mel­ho­ra ao se lev­an­tar e mel­hor para com­er.

    RECTO (FEZES):

    Fezes amare­las suaves ao acor­dar e diar­reia com dores de cãi­bras.

    EXTREMIDADES (DOR):

    - Dores nevrál­gi­cas e de natureza lanci­nante, como se de uma faca se tratasse — encon­tradas em qual­quer lugar, mas par­tic­u­lar­mente na cabeça, no peito e nas costas, esten­den­do-se até às náde­gas.

    - Ciáti­ca que pio­ra ao virar e ao sen­tar-se, mas mel­ho­ra ao andar.

    - Mãos são frias e dor­mentes.

    MODALIDADES:

    - Todas as suas lesões a que estão sujeitas mel­ho­ram com o frio e pio­ram com o calor.


tradutor
error: Content is protected !!