• LYCOPODIUM CLAVATUM

    LYCOPODIUM CLAVATUM (Lyc.)

    A ideia cen­tral de Lycopodi­um e a dilatação, o inchaço a todos os níveis. O paciente e tími­do, tem baixa auto­con­fi­ança, demon­stra cobar­dia quan­do con­fronta­do com alguém supe­ri­or, porem, ao mes­mo tem­po, e uma pes­soa dura e autoritária com aque­les que con­sid­era infe­ri­ores a si. A nív­el físi­co, é fre­quente o paciente sen­tir queixas gas­troin­testi­nais acom­pan­hadas de dis­ten­são do abdô­men.

    INCHACO A NIVEL MENTAL E FÍSICO

    MENTAL:

    DITATORIAL, MAS AO MESMO TEMPO COBARDE E TÍMIDO. Prob­le­mas dev­i­do ao egoís­mo, intol­er­ante a con­tradição, rai­va. FANFARRÃO, arro­gante. GOSTA DE DAR NAS VISTAS, mas por den­tro sente-se inse­guro. BAIXA AUTO-CONFIANCA. COBARDIA. Medo da respon­s­abil­i­dade, de assumir qual­quer coisa. A ideia do casa­men­to parece insu­portáv­el. Timidez ao abor­recer-se em pub­li­co não acred­i­tam neles próprios, temem a opinião dos out­ros é essa a razão por que choram quan­do lhes agrade­cem. MEDO das pes­soas, do escuro, de fan­tas­mas, de estar só em casa, de túneis. Medo da sua posição na sociedade, memo­ria fra­ca para nomes, palavras, para o que esta, comete erros ao escr­ev­er tro­ca letras, omite palavras ou letras, bar­al­ha letras ao falar, ao cal­cu­lar e ao sole­trar.

    FÍSICO:

    Afeções do fíga­do. Remé­dio de lat­er­al­i­dade dire­i­ta. Os prob­le­mas vão do lado dire­ito para o esquer­do. DISTENSÃO DO ABDÓMEN. FLATOS, ERUCTAÇÕES, apos com­er, apos evac­uar. Apetite voraz pouco depois de ter comi­do. Aumen­to do apetite com dor de estô­ma­go, gas­tral­gia, com diar­reia, com fraque­za, com dor de cabeça. SONO NÃO REVIGORANTE. Impotên­cia.

    Ejac­u­lação muito ráp­i­da ou fal­ha durante o coito. Um pé quente, o out­ro frio

    Os cal­can­hares gre­ta­dos. Movi­men­to das per­nas tipo leque espe­cial­mente durante uma doença agu­da. Dorme sobre o lado dire­ito, difi­cul­dade em dormir sobre o lado esquer­do.

    MODALIDADES:

    AGR.: após com­er, frio, comi­da fria, mudança de tem­per­atu­ra do frio para o quente, ostras, cebo­las, cou­ves.

    MELH.: após a meia-noite, afrouxan­do a roupa, cama quente, movi­men­to, doces.

    v@


tradutor
error: Content is protected !!