• MUSCA DOMESTICA

    MUSCA DOMESTICA

    A sex­u­al­i­dade é muito impor­tante no remé­dio e existe para ela um ele­men­to de per­ver­são.

    O tra­bal­ho e a car­reira não são tão impor­tantes como em muitos out­ros remé­dios dos insec­tos.

     

    MENTAL:

    - A lin­guagem uti­liza­da para descr­ev­er coisas, par­tic­u­lar­mente elas próprias, envolve palavras como podre, por­caria, oleoso e sujo.

    - Não aban­don­am as coisas, mas tam­bém não as resolvem.

    - Picam feri­das até san­grarem.

    - A ener­gia sex­u­al e o dese­jo sex­u­al são aumen­ta­dos, tal como a neces­si­dade de se mas­tur­bar.

    - O sen­ti­men­to nos son­hos e na real­i­dade era de uma sex­u­al­i­dade que era gros­seira, cor­rup­ta, suja e com­er­cial­iza­da.

    - A homo­fo­bia e um sen­ti­men­to de que os homos­sex­u­ais são cor­rup­tos. tam­bém existe.

    - Con­fusão da iden­ti­dade sex­u­al,  os pacientes são fre­quente­mente divi­di­dos entre homos­sex­u­al­i­dade e het­eros­sex­u­al­i­dade.

    - Limpeza, por out­ro lado, que com­bi­na activi­dade com stress sobre a suji­dade.

    - Emb­o­ra haja lev­eza e fuga, par­tic­u­lar­mente nos son­hos, os sen­ti­men­tos de peso, deses­pero, cul­pa e deses­pero são muito mais fortes.

    - São irritáveis e par­tic­u­lar­mente sen­síveis ao ruí­do e aos sons agu­dos.

    - São tam­bém agres­sivos e desre­speitosos, emb­o­ra se sin­tam mal por isso.

    - Querem ser vis­tos e podem ser provo­cadores, mas tam­bém têm medo de serem vis­tos ou obser­va­dos e os seus sen­ti­men­tos de vul­ner­a­bil­i­dade estão par­tic­u­lar­mente per­to de serem obser­va­dos.

    - Neces­si­dade com­pul­si­va de com­prar coisas e par­tic­u­lar­mente roupas.

    - É temív­el e ansioso, com uma ansiedade par­tic­u­lar em relação à família e um medo de que sejam feri­dos.

    - Fal­ta de jeito, o esquec­i­men­to e o entor­pec­i­men­to.

    SENSAÇÃO/ILUSÕES:

    - Sen­tem como se estivessem a ser aproveita­dos.

    - “Sem­pre tive de engolir a mer­da dos out­ros”.

    - Sen­sação de ter sofri­do uma trans­for­mação, mas não é uma lib­er­tação como dev­e­ria ser e há mais uma sen­sação de ter de o faz­er nova­mente.

    - Sen­sação de iso­la­men­to.

    SONHOS:

    - Suji­dade.

    PELE:

    - Erupções her­péti­cas (Can­tharis vesi­ca­to­ria).

    EXTREMIDADES (DOR):

    - Artrite reumatóide de lon­ga data.

    MODALIDADES:

    - Mel­ho­ram com o exer­cí­cio e têm dese­jo de o faz­er.


tradutor
error: Content is protected !!