• OPIUM

    OPIUM (0p.)

    A palavra-chave é a sonolên­cia. Os opiáceos no cére­bro destes pacientes são de tal for­ma ele­va­dos que pro­movem o sono muito facil­mente, orig­i­nan­do inclu­si­va­mente nar­colep­sia. Os opiáceos não se limi­tam a tornar o paciente sono­len­to, tam­bém o fazem feliz. Sente-se tão feliz que não sente as dores rela­cionadas com as suas queixas, não percebe a gravi­dade da sua situ­ação. A sonolên­cia e os out­ros sin­tomas podem sur­gir depois de uma exper­iên­cia assus­ta­do­ra.

    SONOLÊNCIA, FELICIDADE SUPREMA

    MENTAL:

    PROBLEMAS DEVIDO AO SUSTO, con­vul­sões, cor­eia, dis­túr­bios neu­rológi­cos, etc. Expressão sono­len­ta na face. Son­am­bu­lis­mo. Indifer­ença ao sofri­men­to. BEM DISPOSTO E FELIZ durante a doença, durante a febre. Não se queixa, não quer nada, e parece estar em beat­i­tude emb­o­ra este­ja doente, diz que está bem quan­do está doente. Ideias abun­dantes, imag­i­nação fér­til. Prob­le­mas de exces­so de ale­gria.

    FISICO:

    SONOLÊNCIA IRRESISTIVEL, NARCOLEPSIA. Adormece enquan­to fala, enquan­to se sen­ta, etc., adormece num sono estúpi­do e pesa­do. SEM DOR em queixas geral­mente com dor. Ressona, a res­pi­ração é pre­sa, difí­cil, lenta mais durante o sono. GRAVE OBSTIPAÇÃO. Obsti­pação dos recém-nasci­dos. Ina­tivi­dade do reto. As fezes regri­dem. As fezes pare­cem bolas negras.

    Diar­reia alter­nan­do com obsti­pação. Fezes invol­un­tárias após um sus­to. Diar­reia dev­i­do às emoções, exci­tação, sus­to, ale­gria. Obesi­dade

    MODALIDADES:

    AGR.: durante e após dormir, vin­ho, muito quente.

    v@


tradutor
error: Content is protected !!