• Threskiornis aethiopicus

    Threskior­nis aethiopi­cus  (Íbis-sagra­do)

    É um remé­dio para febre dos fenos com pruri­do, ardor e espir­ros.

     

    Nív­el men­tal:

    Sen­sação de estar sendo tes­ta­do e de ficar con­strangi­do por ter fal­ha­do no teste.

    Ciúme e inve­ja — e é por meio dess­es sen­ti­men­tos que a sen­sação de estar pre­so pode ser impos­ta à pes­soa que pre­cisa deste medica­men­to home­opáti­co.

    Ciúme e inve­ja — ciúme profis­sion­al inad­e­qua­do e com­pet­i­tivi­dade em relação a out­ros curan­deiros.

    Sen­sação de estar pre­so expres­sa na monot­o­nia da vida cotid­i­ana e na fuga que é através de via­gens, explo­rações e mudanças, e há um grande dese­jo por essas coisas.

    Quan­do as pes­soas não vivem mais ver­dadeira­mente, elas ten­tam tirar a liber­dade dos out­ros — a úni­ca maneira de ser livre é não se pre­ocu­par, mas viv­er a vida ao máx­i­mo.

    Está sem­pre à procu­ra por algo novo e difer­ente.

    Ideia de inte­gri­dade — pre­ocu­pações sobre ten­tar muito curar, sobre curar a qual­quer cus­to — deve­mos pro­te­ger a morte tan­to quan­to pro­tege­mos a vida.

    Pre­ocu­pações sobre o uso de meios imorais para curar, sobre testes em ani­mais e sobre matar para curar.

    Son­hos — com a sepul­tura e com o assas­si­na­to e um son­ho de estar mor­to e embal­sama­do. Ima­gens da sepul­tura, de valas comuns, de pes­soas chaman­do da sepul­tura e cadáveres raste­jan­do para fora de uma cova aber­ta.

    Ideias de assas­si­natos bru­tais e cru­el­dades ter­ríveis.

    Medo, par­tic­u­lar­mente do escuro e dos fan­tas­mas.

    A dor, emo­cional e físi­ca, é tão grande que ela geme e gri­ta com ela.

    Há grande val­or em ser excên­tri­co e difer­ente.

    Dese­jo inten­so de can­tar.

    Prox­im­i­dade com Deus e uma sen­sação de conexão com tudo.

    Amor pela natureza e um praz­er em se mover livre­mente ao sol.

    Sen­sação de uma grande ale­gria em estar viva e um sen­ti­men­to de gratidão por tudo o que tem.

    Ape­sar de toda a dor, cru­el­dade e morte no mun­do, nos foi dada a ener­gia para nos erguer­mos aci­ma dela, para estar­mos mais per­to de Deus e voar tão alto que ela pos­sa ir aonde quis­er.

     

    Nív­el físi­co:

    Dores:

    Vagas ou muito agu­das.

    No coração ao inspi­rar.

    Nas costas e nos mem­bros supe­ri­ores, des­de as mãos até ao pescoço mas sobre­tu­do nas mãos.

    Agu­das em for­ma de cóli­ca no estô­ma­go e no abdome que eram mel­hores quan­do se incli­na­va para a frente e uma dor lanci­nante na região do fíga­do.

    Sen­sação de que o estô­ma­go tin­ha engor­da­do.

    Mem­branas mucosas estavam secas com dores ardentes (Bry­onia alba).

    Ouvi­dos: ruí­dos no ouvi­do, um asso­bio e um barul­ho como arran­har no papel.

    Cabeça: parece vazia como se tivesse sido limpa..


tradutor
error: Content is protected !!